31 de ago de 2013

Quebec city.

Parte 5 - Final de semana em Quebec city.

No meu primeiro final de semana eu resolvi ir para Quebec City.  Os hosts me ajudaram bastante, me levaram para comprar a passagem de bus, me emprestaram guias de viagem, e no dia me levaram até a rodoviária.

Primeiro dia: 

Peguei o ônibus na sexta bem cedinho e cheguei 4 horas depois na cidade. Desci do ônibus e fui direto procurar um mapa. Não que eu seja boa com mapas, mas me sinto mais segura com um. haha Um homem viu que eu tinha cara de turista e se ofereceu para ajudar e quis pagar um drink. NÃO, obrigada! Só quero ir para o meu hostel - sozinha.
Depois de virar o mapa, e virar de novo, acabei chegando no hostel, aliás, cheguei sem querer, como sempre chego quando estou perdida. haha
Toquei a campanhia, bati na porta, toquei a campanhia de novo, espiei todas as janelas, embaixo da porta, e nada de abrirem a porta, até que resolvi tocar a campanhia até alguém resolver atender :) foi então que apareceu um menininho fofo na janela, falando francês comigo, e eu só apontava pra porta, e foi ele que me salvou.
Fiquei no computador até o recepcionista chegar e fazer o meu check in.
Ele chegou cheio de graça para cima de mim,
Será que quando eu digo que sou do Brasil as pessoas acham que podem fazer piadinhas? (vocês sabem qual o tipo de piadinha)
Eu disse: Preciso de uma toalha para tomar banho, e hmm, não estou conseguindo trancar a porta do banheiro, como eu faço?
Ele: Deixa aberta e grita que eu levo a toalha para você.

OI?

Ele era super gente boa, mas não perdia a chance de fazer essas piadinhas comigo. Não sei se ele é assim mesmo, ou se é pq sou brasileira, vai saber.

Check in feito!
Tudo pronto para começar a longa caminhada.

Eu andei o dia inteiro em Old Quebec, cada rua!
Subi, desci, subi de novo, e foi assim que as 8 da noite eu estava acabada, mas ainda tinha que achar um lugar para jantar, e é aí que você percebe: Putz, estou sozinha! Ninguém para ajudar a escolher aonde comer.
Andei, olhei mil menus, e não conseguia decidir aonde comer e nem o que comer. Não tinha ninguém para discutir preços, gostos, etc, mas bom, decidi que isso não podia ser tão difícil assim, e que eu devia decidir logo e deu. Achei um restaurante bem gostoso, onde comi peixe, arroz e salada, tudo bem barato e gostoso :) foi um bom negócio, sem dúvidas.
De noite cheguei no hostel e fiquei na cozinha, vendo as fotos do dia, e foi ai que mais uma vez me dei conta de como é difícil ter fotos boas de vc quando está viajando sozinha,
Desisti de lamentar as fotos horríveis e fui socializar com o pessoal que também estava ali, e que ótima decisão! Conheci uma mulher de Taiwan muito gente boa, um francês que não falava muito inglês, mas que era muito engraçado, outra do Japão muito fofa, e dois japoneses que eu não cansava de conversar.
A cozinha fecha as 23:00 e tínhamos que ir dormir.
Hora de descansar.

Fotos do primeiro dia:




 Hotel Chateau.





Segundo dia:
Acordei bem cedinho e vi que eu estava sozinha no quarto,e não tem nada melhor do que isso, assim você pode fazer barulho e se trocar rapidinho sem precisar ir ao banheiro.
Tomei banho e fui pra cozinha tomar cafá da manhã. Felizmente encontrei um monte de gente lá, e esse foi um dos melhores cafés da manhã. Gente do mundo todo, cada um tentando de algum jeito se expressar em inglês, falar um pouco de onde vieram e para onde iam depois de Quebec City. Foi uma delícia, um café da manhã cheio de risadas.
Essa noite eu tinha planos de ir no Cirque du Solei, então convidei os dois japoneses e uma coreana para ir comigo, combinamos de nos encontrar no final da tarde para irmos juntos.
Eu de novo passei o dia caminhando, e aproveitei para comprar as lembrancinhas que eu gosto.

Nesse dia eu coloquei um vestido soltinho, e durante o dia tive que voltar para colocar uma calça, o vestido estava voando o tempo todo. haha prendi com uma piranha mas mesmo assim estava horrível de caminhar naquele vento.

No final da tarde eu parei em um pub irlandês, tomei uma cervinha e depois fui para o hostel encontrar o pessoal para ir no Cirque du Soleil. Tínhamos que chegar bem cedo, pois o show era de graça (eles são de lá, por isso sempre tem show de graça) e a fila eh imensa, e nossa! é mesmo! ainda bem que fomos cedo, senão não teríamos entrado.
Eu sempre sonhei em ver o show, fiquei super feliz quando finalmente pude assistir, é lindo lindo, e as músicas são ótimas.
Depois do show a gente caminhou por Old Quebec, e o japonês e a coreana foram embora, e eu fiquei com o outro menino, pois estávamos com fome e queríamos beber um pouquinho.
Eu sou APAIXONADA pelo Japão, posso passar horas e horas conversando com alguém do Japão, sempre tenho alguma pergunta, quero saber se é verdade tal coisa, como as coisas são la. Pareço criança! Ele se assustava com as minhas perguntas e falava: NOSSA! como vc sabe isso? haha mas é que vivo procurando coisas de lá. Eu até pedi para ele cantar a música do Pokemon em japonês. É, eu disse! pareço criança quando o assunto é Japão. haha
Quando fui dormir, chegou uma menina MUITO bêbada (embaixo da minha cama), ela estava falando sozinha, e de repente vira pro chão e vomita, vomita, vomita, e eu saio correndo para salvar as minhas coisas, um outro cara sai correndo para achar um balde, outra sai correndo para procurar as amigas dela....e quando eu acordo ela não esta mais lá, vai entender. haha deve ter ficado com vergonha.

 Fotos do segundo dia:

sozinha no quarto.






Funicular que voce pode pegar para subir/descer. 


cerveja no pub irlandes.
 Esperando entrar no Cirque du Soleil.







Terceiro dia:
Tomei café da manhã com as pessoas que eu conheci, conversamos mais e mais, nos despedimos, eu arrumei a minha mala, e estava pronta para ir embora.
A mulher de Taiwan muito fofa me chamou no quarto, me deu um presentinho e disse que adorou me conhecer.
Fui para rodoviária e peguei o ônibus de volta para North Hatley.

Fotos do terceiro dia:

Me despedindo dos dois japoneses.
 Mural do hostel.
 Taiwan e Japão.
 Esperando o bus.


Hostel: Auberge de Jeunesse Maeva Quebec.
Ótima localização, ótimo atendimento (mesmo com aqueles probleminhas), banheiros e quartos limpos.
Eu recomendo! :)

3 comentários:

  1. Beth, que cidade linda, fiquei encantada! Muito sem noção isso do atendente, se for brincadeira ou se for verdade, é chato do mesmo jeito. Eu já recebi piadinhas assim também, um menino me perguntou no primeiro dia que me conheceu se eu me depilava a la brasileira, tem base? Não sabia nem onde enfiar a cara. Que bom que você gostou do hostel e encontrou pessoas legais pra sair com você, eu sei o quanto é triste viajar sozinha e não ter fotos boas :( só tenho uma foto minha na Polônia e zero fotos minhas em Munique, mas faz parte.


    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ai, estou pensando seriamente em comprar um tripe =/ acho que ajuda bastante. haha

      ps: essas piadinhas soh pq somos brasileiras nao faz sentido, haja paciencia!

      Excluir
  2. Ainda bem que ele não passou a mão na sua bunda rs.

    Mas essa foto da ladeira do primeiro dia, MELDELS, ladeirona mesmo rs... Mas a cidade é muito, muito bonita mesmo. E cirque du soleil de graça? Vale a fila que for rs.

    Que bom que gosta da cultura japonesa, eu tb sou suspeita pra falar pq morei 4 anos lá rs sinto saudades sempre.

    Kisu!

    ResponderExcluir