7 de abr de 2013

Beijos da Katie.


De ontem para hoje um certo livro me fez companhia. Um livro que ganhei de aniversário.
Beijos da Katie.
Uma garota americana de 19 anos, de classe média que resolveu fazer trabalho comunitário em Uganda, e bastou apenas uma visita para ela perceber que aquele era o seu lugar, que era ali que ela devia morar e amar aquelas criancinhas com sorriso branquinho.
Ela não ousou recusar esse "chamado", não ousou recusar o trabalho imenso que ela iria passar naquela terra, onde muitos morrem de fome, malária e HIV.
No livro ela fala muito de Deus, de amor e de fé, de como ela confia em Deus para que tudo dê certo. (seja o que for), ela diz que Deus está usando ela como instrumento para distribuir amor para aquelas crianças.
Ela adotou 14 crianças (na verdade agora ela tem 13, pois a mãe biológica de uma pareceu e levou ela embora), criou uma ONG chamada Amazima, e hoje em dia, gracas a iniciativa dela, muitas crianças vão para a escola e têm o que comer.
Ela, com 22 anos, agora é chamada de mamãe por 13 crianças, precisa fazer 26 torradas para o café da manha, 13 banhos e muito mais!
...Alias, quase todos a chamam de mamãe na vila,  tamanho o carinho com que ela abracou Uganda, e tamanho o carinho que ela recebe os doentes na sua casa para ajudar a cuidar.
Ela continua em Uganda, e por lá ficará, com suas 13 filhas, a sua nova família e o seu novo lar.

Aqui está o site da ONG:
http://www.amazima.org/

Blog:
http://www.amazimaministries.blogspot.com.br/

E algumas fotos.
Pelo sorriso dá para ver que ela ama estar lá.




A família de Katie.

E aqui, um pouquinho do que ela já fez:




Bom restinho de domingo para todos!

4 comentários:

  1. ai que história linda! vou checar com certeza :)

    ResponderExcluir
  2. e ahh, eu fui no café da amélie sim! legal só por isso, as coisas são caras e sem gracinha, os garçons estão sempre com pressa hahaha mas foi um passeio que valeu!

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais linda e verdadeira! Vou procurar o livro de ctz!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada por divulgar essa história tao bonita...
    Deus abencoe!

    ResponderExcluir