18 de jan de 2013

Bélgica - pontos nem tão turísticos assim.

Bom,  Eu já estava sofrendo de saudades de tanto escrever sobre a Holanda, então resolvi mudar de assunto e chamei a minha amiga Karina para escrever sobre a Bélgica - assunto que ela conhece muito bem, afinal, morou mais de um ano lá.


A Beth me deu a difícil missão de escrever um post com 10 lugares que eu gosto na Bélgica, digo difícil  pq SÓ 10  beterete? haha 
Mas vamos lá!
A numeração não é equivalente a minha preferência.

1 - Museu do Extremo Oriente - Bruxelas
Para aquelas pessoas dispostas a andar, o museu do Extremo Oriente é uma boa dica após visitar o Atomium. É preciso atravessar o parque (Laeken, o meu favorito por sinal), indo em direção ao Palácio. O museu fica “atrás” dele. São três prédios, sendo um deles uma torre japonesa. Se não me engano, paguei 8 euros para entrar! Para quem quiser ir pra lá saindo do centro de Bruxelas, é só pegar o tram 3 sentido Esplanade e descer na estação Araucaria. 




2 - Fábrica de chocolate da Neuhaus - Bruxelas
O paraíso na terra! Neuhaus é um dos chocolates tradicionais da Bélgica, e me arrisco a dizer, um dos mais caros! Mas nesse lugar você se deleita! Na fábrica tem uma loja e lá você pode comer A VONTADE (e sem pagar) os chocolates que estão expostos. Passei mal. Sem contar que o preço é bem convidativo. Uma caixa com 1kg de chocolates custa 15,00 (em comparação o mesmo chocolate numa das lojas na Grand Place, custa 25,00 euros 100g!). Para chegar lá é só pegar o metro 5 sentido Erasmus e descer na última estação (Postweg 2, 1602 Sint-Pieters-Leeuw).



3- Arcadi Café - Bruxelas
Entrando pela Galeries Royales Saint-Hubert (bem pertinho da Grand Place!) o café fica no final, à direita. Lugar perfeito pra comer uma torta (doce ou salgada!) e ficar vendo belgas e gringos passarem. Programinha que eu fazia aos domingos.



4- Delirium café – Bruxelas
Essa é clássica! Amantes ou não de cerveja tem que conhecer! Famoso bar na Bélgica devido a sua quantidade de cervejas! Da última vez que fui, eram 2040 tipos! No centro de Bruxelas existem DOIS bares! Eu passei muito tempo frequentando um que nem achava tão bom, simplesmente porque não sabia da existência do outro! O endereço do bacana é na Impasse de la Fidélité 4, 1000! Uma rua sem saída, fica perto de uma rua cheia de restaurantes, não é difícil achar e qualquer dúvida, perguntando a algum garçom na rua que eles dão a direção certa. Para aqueles que vão ao delirium curtir a noite (rola musica ao vivo as vezes), o bar fecha em torno das 2 da manhã, mas todos esticam para o Floris, que fica na frente.
Aproveitando que estou falando de cerveja... Minhas preferidas são: orval, bush, kaastel, brigand e as de frutas! No começo pode ser estranho, estamos acostumados a tomar cerveja com teor alcoolico em torno de 5% e as cervas belgas são bem fortes, algumas chegam a 11%! 


5 – De Muze Jazzcafé - Antuérpia
Ambiente bom, aconchegante, música boa (ao vivo) e cerveja! Precisa mais do que?


6 - Steen (A Pedra) -  Antuérpia

Um castelo de pedra, o mais velho de Antuérpia e o único que escapou  da demolição durante a construção das docas no rio Scheldt. Lá, hoje funciona o Museu Nacional Matirimo.




7 – Gent - cidade
Ainda não decidi o que me conquistou primeiro, se Brugge ou Gent .
Gent é uma cidade linda da Bélgica. É um lugar com muitos universitários, então se você vai visitar numa época que não for de férias escolares, balada é o que não falta! Meu dia perfeito em Gent começaria no Graslei, que é uma rua no centro histórico da cidade. De lá, visitar o castelo (Gravensteen), subir no Beffroi (http://www.belfortgent.be/spaans/homesp.html), uma torre que tem uma visão bem bacana da cidade. Esquentar a alma no Jenever, um bar na beira do canal que vende licores artesanais deliciosos! O lugar é um inferno, gente até no teto se duvidar, mas o dono é um amor! Tomei um licor de violeta, sabe-se lá o que era isso, importante que era gostoso!! Para dançar, o Charlatan era a balada que eu sempre ia. E tudo fica no centro, nada de pegar trem ou tram para chegar :)




8 – Brugge - cidade
A melhor dica pra Brugge: alugue uma bike e saia sem rumo! É tipo Veneza, se perca pra achar coisas maravilhosas. Uma ruela, o canal, um restaurante bacana... Quem tiver tempo e coragem, pode ir até Damme, fica a 6km do centro de Brugge.




Dois lugares que não fui, mas deveria ter ido:



9 – Dinant - cidade
Mil planos, pesquisa e não fui. Dinant fica no sul do país, perto de Namur. Castelo, natureza, passeios de barco.
Já pode voltar?





10 – Waterloo - cidade
Cidade vizinha a que eu morava, lugar que Napoleão perdeu a guerra e não, eu não visitei. Se tem uma dica boa, ela seria: não adie seus planos! Quando pisca, acabou o ano, é hora de arrumar as malas e voltar pro Brasil com um monte de pendências, e/ou motivos para retornar.





Obrigada, karina! 
De todos esses pontos, acho que só fui pra Antuérpia mesmo, espero visitar todos esses ainda.
Ah, quem quiser falar com a Karina, só me pedir o e-mail ou facebook, que eu passo.
Espero que tenham gostado.
Beijos.

4 comentários:

  1. Karina, isso é covardia!!! Eu fui à Dinant e Waterloo. Achei as duas muito legal. Em Waterloo só tem mesmo a história sobre Napoleão, mas é mt interessante e Dinant é muito bonitinha. Tem até caverna!!!

    ResponderExcluir
  2. Babei na fábrica de chocolate! hahahaha
    Dica anotadíssima :)

    ResponderExcluir
  3. amei amei amei! falam tanto de brugge que estou mortinha de curiosidade de ir logo! parece linda demais mesmo. e os chocolates e cervejas, hum... já quero ir heheh esse coisa de não adiar os planos é um ótimo conselho, sou ótima em procrastinar pensando que tenho muitos fds pela frente... vou lembrar disso ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi Beth e Karina !!! Adorei as dicas sobre Bruxelas,mas gostaria de saber mais sobre Brugge e da melhor forma de transporte para ir lá partindo do aeroporto Charleroi Bruxelles-Sud pois gostaria de ir primeiro à Brugge e, depois, para Bruxelas. Vc pode me passar seu email ou facebook ?

    ResponderExcluir