14 de nov de 2012

Inglês.

Bom, enquanto eu não posso vir gritar : I HAVE A MATCH! Venho escrever sobre o caminho até chegar nesse momento tao esperado. Quer dizer, eu prometi que não iria explicar passo a passo, mas certas coisas eu não poderia deixar de escrever, principalmente sobre coisas que talvez possam ajudar alguém.
E o assunto é: INGLÊS!
Pois bem, tem muita gente que quer fazer algum intercambio, mas ainda não fala inglês, e aí se pergunta: Droga! Como vou aprender?
Eu sou uma pessoa sem sorte e não tenho facilidade para aprender uma língua nova, não sou daquelas pessoas que conseguem aprender sozinhas. Confesso que sinto uma raivinha(de leve, gente) quando pergunto:
-E ai, como vc aprendeu inglês?
E a pessoa responde:
- Ah! sozinha, assistindo filmes.
COMO ASSIM, PQ EU NÃO CONSIGO ISSO?
Pois é, então eu tive que procurar um jeito de aprender, pq sozinha sozinha, eu sei que não daria certo.
Tudo começou quando eu resolvi ser au pair na Holanda, então logo em seguida me matriculei no curso de inglês da Uptime, me inscrevi no Livemocha (http://www.livemocha.com/), e também fiz aula particular de inglês. E fui pra Holanda assim mesmo, sabendo o básico (mas entendendo o suficiente pra não deixar as crianças morrerem, né!? please!), procurei bastante sobre vocabulário intantil também. Não adianta ir cuidar de criança e não entender o que o professor te fala sobre como a criança passou o dia por exemplo. Tudo bem você não conseguir falar exatamente o que você está pensando, mas temos que ENTENDER!
Bom, voltei da Holanda e o meu inglês continuava ruim, e claro que eu ainda queria melhorar.
O que eu fiz?
Me matriculei de novo na Uptime, no Livemocha, agora leio muitos blogs em inglês e assisto muitos seriados, e vou para os EUA fazer cursos e tentar chegar no nível que eu quero. (tenho um objetivo com isso, mas um dia eu venho contar)
Mas sabe o que me ajudou muito? Eu passo o dia pensando em inglês. Sabe quando pensamos: ai, tenho que ir no mercado comprar tal coisa, ou, hm, tenho que estudar e depois dar comida pra cachorro, etc ? Pois é, eu penso tudo isso em inglês! Claro, muita coisa do que "falo" deve estar errada, mas acho que me soltei bastante com esse exercício e assim eu treino o vocabulário também, pq as vezes é difícil começar a usar uma palavra nova, e no meu pensamento eu arrisco bem mais.
Enquanto não chega o dia de embarcar, eu fico aqui, estudando, lendo e tentando enfiar umas palavrinhas novas no meu vocabulário.
O que não vale é desistir de fazer intercambio por causa do inglês. Só precisa de forca de vontade e muito estudo. As vezes você pode ser uma daquelas pessoas sortudas que conseguem aprender fácil, então vamos lá estudar!
E você, tem alguma técnica diferente?

Ps: desculpa a falta de pontuação, mas esse teclado é do Uruguai(leia-se: Riveira. haha) e não tem certas coisas.

4 comentários:

  1. Janeiro eu me matriculo na UP e começo tuuudo.

    Obrigada pelas dicas e seu blog ta lindoooo.


    Vai se preparando pra dividir a cama cmg. Rs

    ResponderExcluir
  2. Oi Beth, há algum tempinho eu fiz um post no meu blog sobre como aprender uma língua estrangeira se divertindo, procure lá na categoria "aprendendo línguas"! É realmente muito importante ser dedicada, estude mesmo o máximo que você puder antes de ir, você não vai se arrepender! hehe

    beijos

    ResponderExcluir
  3. haha adorei o post. eu fiz aula de ingles quando pequen, por isso tive facilidade. tenho um pouco de receio quanto às outras línguas que ainda quero aprender, mas a dica de pensar em ingles é algo que eu faço sem nem notar - vou fazer isso com as próximas tambem haha
    beijoss

    ResponderExcluir
  4. eu faço esse exercício também... sempre penso em inglês, quando falo sozinha é em inglês... ajuda mesmo!
    bjos

    ResponderExcluir