6 de out de 2012

Bicho que pica.

É, parece um título estranho, mas para muitas pessoas, vai fazer todo o sentido do mundo, ai, o mundo...é desse mesmo que quero falar e me acertar.
Quando sua vida está indo bem, você tem um trabalho, novos amigos, faculdade indo (eu não tenho nenhum dom, então a faculdade apenas VAI), assim mesmo, quando você está anestesiado pela vida, vem tipo um bichinho e te pica, mas que tipo de bichinho é esse? É um que faz acordar a vontade de viajar, aquele que não te deixa quieta, que faz vc pesquisar mil lugares e maneiras de ir viajar e morar fora! E uma vez em que é picado, é melhor não ir contra, se afunde nas pesquisas, nas suas vontades e siga isso. É melhor para você  e o tal arrependimento que possa vir a aparecer um dia, eu lhe garanto.
De repente a vida mecânica em que não conseguimos fugir, não é mais suficiente para você, não ter achado a profissão que te deixa feliz, também atrapalha ficar aqui. Poxa, porque eu não sou uma daquelas pessoas que NASCEM com o dom para alguma coisa? Quer saber, vou fazer o que eu mais gosto nessa vida, eu vou é viajar, vou colocar a minha mochila nas costas, e vou seguir por aí, o seguir por aí, inclui todos os problemas que possam vir a aparecer nessa jornada, mas depois que sabemos o que queremos, fica mais fácil ir em frente e enfrentar qualquer coisa.
Sabe? Eu não vou curar e nem cuidar do machucado que o bichinho fez, eu vou deixar a doença que ele passou, percorrer por mim, é a doença mais feliz que eu podia ter.
E me perguntam: mas e a faculdade? Eu bem que queria ter terminado antes de viajar, esse era o meu plano, mas quem inventou essa regra, esse padrão? E não me olhem estranho se eu tiver 30 anos e ainda na metade da faculdade! Te respondo com um olhar acusador por não ter conhecido o mundo. Tem coisa melhor que viajar com 22 anos? Poder tomar porres, dormir no aeroporto, caminhar horas na neve, não se importar onde vai dormir, conversar com estranhos, andar horas por ruas desconhecidas, viajar com apenas uma mochila etc etc? Eu te respondo: não tem! Para mim, é claro.
Que cada um saiba a hora de mudar, de parar e recomeçar, que cada um tenho orgulho da vida que leva, mas eu, eu não posso deixar a vida ir sozinha, sem mim, preciso embarcar!

Ps: tentei me contentar com as férias, mas eu preciso mergulhar em novas terras, é preciso mais tempo.

Um comentário:

  1. esse bichinho é um danado!!!
    to doente desde 2010!
    arruma a mochila ai e vamos voltar, Beterete o/

    ResponderExcluir