6 de set de 2010

Roma - Itália.


lugar: couchsurfing.
tempo:4 dias.
lugares vistados: Pantheon, Coliseu, Museu do Vaticano, Basílica de São Pedro, Fontana di Trevi, Piazza Navona, Piazza Spagna, Piazza Popollo, Monumento a Vittorio Emanuele, Foro Romano, Palatino, Piazza San Giovanni.

primeiro dia: Chegamos na nossa última cidade com pouco dinheiro e com o sentimento de que estavamos aproveitando e nos divertindo muito.
Ficamos na casa de dois físicos brasileiros apaixonados por samba, agradeci por não ser pagode ou coisa desse tipo.
O português amigo deles foi nos esperar no ponto de bus.
Como estavamos acabadas e com o cabelo duro, a primeira coisa que fizemos foi: beber! rs depois um belo de um banho num banheiro branquinho, onde deu pra ver a água marrom saindo do meu cabelo (juro).
Apareceram dois australianos lá na casa e um outro brasileiro que mora há 20 anos na Itália, bebemos e fomos jantar num restaurante bem gostoso, com direito a massa e vinho, bem coisa de Itália.
Na volta compramos mais vinho (o português é viciado em vinho) e fomos pra casa, quer dizer...não foi assim tão fácil. Estavamos em 6 pessoas e como um grupo bem unido, entramos todos juntos no elevador e tentamos ir pro último andar, mas é claro, não deu certo! O elevador parou, e quando tentavamos apertar pra ele subir, ele tremia todo e fazia um barulho não legal, pra baixo não dava nada e pra melhorar, era feriado em Roma, ou seja, tentamos ligar pra emergencia e ninguém atendia (e dai que é emergência né?! feriado, poxa! que se foda se vc ficar preso no elevador...vc pode esperar umas 30 horas, sem problemas), apagamos a luz do elevador pq estava ficando calor, o português continuava super feliz, e o que todos já esperavam : -ah! vamuxxx tomar um bucadin de vinho! rs e lá foi ele abrir o tal vinho e beber.
O jeito era ficar apertando pro elevador subir, estava indo devagar, mas subia de pouquinho em pouquinho e assim chegamos até o próximo andar e fomos o resto de escada, ufa!
Começamos bem em Roma...

segundo dia: Como eles tinham nos levado num lugar bacana pra jantar, nos oferecemos pra fazer o almoço.
Acordamos super tarde (estavamos de verdade precisando dormir, dessa vez n foi preguiça) e fomos a caça de um mercado pra poder comprar as coisas pro almoço, doce ilusão achar algo aberto aquele dia, era o pior feriadão de Roma, quando Roma parece uma cidade fantasma e praticamente nada abre.
Voltamos pra casa sem comida nenhuma, aí o italiano sambista (toca muito bem) foi de bike até um outro mercado mais longe e conseguiu comprar as coisas, mas como já era umas 4 da tarde e todo mundo estava morrendo de fome, resolvemos fazer uma massa a bolonhesa, assim seria mais rápido, fácil e barato.
Detalhe: fizemos o molho da massa numa forma de bolo, sem panelas lá.
Mas foi um almoço gostoso, fazia tempo que eu não almoçava com um monte de gente, uns sentados na mesa, outros no chão, tudo ao som de uma ótima música-alta, foi bem brasileiro.
O host que nos recebeu sabe absolutamnte tudo sobre a história de Roma e ele e o amigo sabem muito sobre a história do samba, foi bacana!
Enfim...lá pelas 5:30 da tarde eu acho, resolvemos turistar. Nunca imaginei sair essa hora pra fazer turismo, mas lá fomos nós...Basília de São Pedro, sorvete na Fontana di Trevi, Piazza Navova (onde está a embaixada brasileira e é uma das praças mais bonitas e visitadas de Roma), Monumento a Vittorio Emanuele e Pantheon. Quando chegamos no Pantheon o português já estava implorando por um vinho e pra acalmar a pessoa, paramos lá frente e tomamos os 3 vinhos e ficamos cantando, quando cantamos legião urbana chegou uma menina (de outro país, n lembro qual) disse que conhecia e até deu uma cantada junto, engraçado.
Foi um dia meio curto, mas foi gostoso, a melhor parte foi ficar na frente do Pantheon bebendo. Pra mim, fazer turismo não é só andar feito louca pela cidade, ficar ali sentada com eles, ouvindo as histórias de Roma, vendo as pessoas, valeu como um dia maluco de andanças.
Voltamos pra casa pensando na massa que tinha sobrado do almoço, requentada e de noitão é ainda melhor.rs
Final de mais um dia.

terceiro dia: eu escrevi no meu caderno até o segundo dia de Roma, por isso não lembro a ordem das coisas, o que eu visitei nesse dia ou no dia seguinte.
Bom...fomos no Museu do Vaticano e tivemos que ficar cerca de 1 hora e meia na fila, estava extremamente lotado, mas acabamos nos divertindo na fila.
Quando entrei lá, não dava pra andar direito e não dava pra aproveitar muito bem e nem preciso falar como estava a Capela Sistina né?! Ainda bem que as principais coisas estão no teto e na parede do altar, senão eu não consegueria ver nada.
Gastamos uma boa parte do dia só pra ir no Museu do Vaticano (ainda assim ...valeu a pena) e quando saimos fomos no primeiro restaurente que vimos.
Lá dizia que eu teria que pagar 1 euro a mais no sanduiche, caso eu quisesse comer lá, ok! precisavamos muito sentar e ah! 1 euro, vamos sentar! Peguei meu sandubão, minha coca e mandei ver.
Quando a conta chegou, vimos que tinha algo muito errado...6 euros cada cola cola. Hmm...eles fizeram algo errado, só pode...
Fomos super educadas quando pedimos pra falar com o gerente e tal, mas logo veio a explicação que nos deixou extremamente irritadas: -ah! é 6 euros pra tomar a coca aqui.
Cara, eu fiquei maluca, pedi pro cara me explicar o sentido de cobrar 3 euros a mais em cada coca, e ainda me disse que se eu pegasse mais uma, novamente ia ter que pagar 6 euros, ou seja, não estavamos pagando pra sentar ali, eles estavam roubando e eu fiz questão de dizer isso pra ele...aaaah! italianos....bem que me avisaram, essa hora começou a dar saudade da Holanda.rs
Respiramos fundo, muito fundo e tentamos esquecer isso e continuar o passeio.
Fomos na Piazza Spagna, Popollo, numa feirinha, voltamos na Fontana di Trevi....andamos e andamos.
Pra janta, compramos coisas pra fazer cão quente, saiu barato e gostoso.

quarto dia: Fomos no Coliseu, Foro Romano, Palatino e chegamos 5 minutos antes da Basílica de São Pedro fechar, e agradeço muito por ter corrido feito doida pra entrar, valeu muito a pena, aquilo é lindo demais.
Já era de noitinha e antes de voltar pra casa, ligamos pro host pra avisar que estavamos indo, ele tinha que abrir a porta. Antes de ir pra casa, passamos na Piazza San Giovani, tiramos uma foto e continuamos o caminho e quando estavamos quase chegando, o host mandou uma msg avisando que teve que sair, pois tinha um encontro.!
-Ah! não, tá de brincadeira né?! Tinhamos comprado tudo pra nossa janta, passamos o dia pensando na nossa pizza e no nosso sorvete. O cara foi pra um encontro e sabe deus a hora que ia voltar.
Adivinha quem teve que ligar pra ele? Eu, claro! rs
Ele disse que tinha uns barzinhos lá perto de casa e tal e que ele não ia demorar muito.
Bom...o jeito foi ir pra um desses barzinhos e esperar o tal encontro terminar pra que enfim pudessemos comer.
Fomos num bar bem legalzinho, com 8723 tipos de cerveja(mas sem experimentar nenhuma), estavamos rindo da nossa sorte, até que de repente quem chega no MESMO bar que nós? ELE E A MULHER. Acho que Deus ficou com pena de nós e mandou eles pro mesmo bar.rs
Não seria legal chegar 3 meninas na mesa e pedir a chave de casa, sabe lá o que a mulher ia pensar, e não queriamos estragar o tal encontro dele. Mandamos uma msg pro cel e explicamos o que estava acontecendo, mas nada dele mexer no celular pra ver a msg.
Adivinha quem teve que ligar pra ele: Eu, claro.rs
Conseguimos pegar a chave e fomos felizes, mas muito felizes da vida pra casa, eu fui cantando e dançando o caminho todo.rs
Acho que o Deus da pizza e do sorvete estavam tentando nos avisar de alguma coisa, pq tivemos mais um probleminha: não conseguiamos abrir a porta de jeito nenhum! empurramos, puxamos, fizemos revezamento e nada da porta abrir.
Acho que ficamos cerca de meia hora tentando, até que vimos que não tinha solução, teriamos que atrapalhar o casal mais uma vez :)
O segredo era puxar, girar a chave e depois empurrar, dar duas batidinhas, uma dançadinha e assim conseguiamos entrar.
FINALMENTE PIZZA! FINALMENTE SORVETE!
Depois de comer, tomar banho, arrumamos nossas mochilas, de manhã cedo voltariamos pra Holanda, a nossa eterna Holanda de 1 ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário