12 de jul de 2010

A novela do curso.



Um dos meus objetivos durante esse ano era fazer um curso de inglês, não rolava voltar pro Brasil sem ter estudado. Além do motivo óbvio de ser importante, eu sinto a necessidade de ter preguiça de estudar.rs
Au pair é uma coisa que não usa muito a cabeça e percebi isso no primeiro mês e desde lá tenho me obrigado a ler muitos livros, ver filmes, estudar inglês, tentar fazer algo que precise usar o cérebro  Acho que nesse ano vou ler todos os livros que eu sempre quis ler, e assistir aqueles clássicos que eu sempre fui deixando pra depois.
Em maio me matriculei no curso em Amsterdam, na Uva Talen e uma semana antes eles disseram que o curso seria às 9:30 da manhã, ou seja, impossível pra mim! Eu chego da escolinha das meninas às 9 horas (as vezes 9:15, nos dias dificeis.rs), e teria que andar de bike até a estação (uns 15 minutos), pegar o trem ( 30 minutos), pegar o metro (5 minutos) e andar mais uns 3 minutos. Fui na aula 3 dias, pois eles pediram pra eu ir mesmo assim, pra ver a hora que eu chegava e ver se podiam mudar o horário, mas não puderam.
Fiquei triste, pois tinha gostado dos meus dois colegas, uma mulher de Barcelona e um cara de Roma.
Mas ok, pedi pra me avisarem quando abrisse um horário decente!
E tchan tchan, quando eles me mandam o tal e-mail com o horário bacanão? Justo no mês que estou economizado feito louca pra não passar fome na viagem de verão.
No total eu gastaria cerca de uns 150 euros pra ir pro curso todos os dias ( 1 mês de aula, todos os dias...intensivo). Deus! isso seria um rombo no meu cofre.
O que eu poderia fazer então? Eu queria tanto estudar...
JÁ SEI!
Fui conversar com o hosts e disse que não seria possível estudar, pois não estava afim de passar fome na minha viagem.- o que era verdade!
Elesse ofereceram pra pagar o transporte, pois eu estava trabalhando muito (realmente...a família toda ficou doente esses tempos, menos eu, ou seja, trabalhei feito louca), e tudo que eu fazia era bem feito, mandaram eu não me preocupar e ir pra aula.
OBRIGADA OBRIGADA!
(mas depois pensei bem e vi que não foi um presente, pois fiz muita hora extra, então isso tá sendo o pagamento)
Fiquei feliz da vida e pra melhorar, os meus colegas são demais.
Tem gente da Coréia do Sul, Rússia, Itália, Alemanha, Portugal, Holanda, Brasil, Ucrania....e são 12 pessoas, muito mais divertido, me dei muito bem com eles.
E assim está sendo, minha rotina é ir pra Amsterdam todos os dia e me divertir com histórias diárias que acontecem.
Já conheci um cara de Londres que me pediu em casamento, um casal brasileiro, mendigo lendo, holandesa lésbica,  italiana que escreveu livro sobre a aids da Etiópia  um cara que ama o Paulo Coelho...e assim vou conhecendo pessoas de outros lugares, cada uma com uma história bem diferente do que eu estava acostumada a ouvir.
Na Holanda acontece tudo o que eu nunca consegui imaginar e é por isso que cada dia vou gostando mais daqui.
O meu único medo é me apaixonar perdidamente pela Holanda.


Nenhum comentário:

Postar um comentário