6 de abr de 2010

Host Family e outras coisas.


Eu já quase me sinto a vontade aqui em casa. Normalmente quando não tenho intimidade com certas cosias ( pessoas e lugares), eu acabo ficando tímida (isso não vale pra quando estou bêbada ), mas aos poucos vou sabendo o meu espaço e criando uma amizade com todos aqui.
O G. e a Z. tem sido incríveis comigo, eles tentam me ajudar em tudo, e parecem que sabem exatamente aquilo que eu preciso ou tenho dúvidas.
Nos primeiros dias eu estava super feliz, mas teve um dia que trabalhei até umas 10 horas da noite e sem perceber acho que acabei transparecendo qualquer coisa que não fosse boa, então o G. conversou comigo, me explicou tudo e me deu uma agenda pra eu anotar todas essas coisas. Eu acho estranho quando as pessoas descobrem o que estou sentindo, isso não é normal.
O G. parece ser um ótimo pai/marido, é paciente, engraçado  mas hoje ele me assustou,enfim… Hoje eu estava na sala e a J. e a K. começaram a se bater, e eu continuei sentada, apenas olhando ( não me meto na educação das crianças quando os pais estão presentes), e de repente o G. deu um tapa na Julia, e acho que eu fiquei meio assustada, na verdade eu não estou acostumada com isso, pois as únicas vezes que eu apanhei foi com o chinelo de pele da minha mãe (quando ela conseguia), e acho que eu devo ter ficada meio estranha e então fui pra cozinha. Depois de uns 10 minutos, ele foi até lá conversar sobre isso comigo, e disse que não é o certo e bla bla bla, fiquei feliz que o ato dele não passou assim, como se fosse algo normal, acho que ele não costuma fazer essas coisas e deve ter ficado chateado com ele mesmo.
Bom, fora esses dois episódios com ele (nada grave), o resto só foi coisa boa e agradável.  Na última quinta feira passamos a manha juntos, depois fomos comer cão quente, tirar foto, xingar a mulher estupida do IND…ele sempre tenta me agradar e tenta fazer com que eu me sinta da família.
A Z. é a pessoa mais controlada que eu conheço as 3 crianças podem estar berrando, chorando, se matando, mas ela mantem a calma, e tenta conversar. E eu acho que ela não dorme, acho mesmo! Um dia vou perguntar, pq de verdade, as 3 meninas tomam o tempo todo dela. E quando sobra um tempinho, ela trabalha, toma café ou fica com o G. Mesmo assim ela está sempre de bom humor e é uma pessoa agradável,  a gente se diverte com as crianças.
Não posso esquecer tudo o que os dois fizeram por uma amiga minha que estava passando por sérios problemas. Eles foram super prestativos, ofereceram ajuda, entenderam. Subiram muito no meu conceito, talvez um dia eu chegue a admira-los, mas ainda não, não sou fácil assim....precisa de tempo pra fazer isso comigo.rsrs
Ah! Eles ouvem música grega e eu achei muito legal, de verdade! Preciso lembrar de pedir nome de alguns cantores, mas eles também ouvem lily allen...e cantam. rsrs Gostei!
Bom...As crianças são super fofas, bonitas e pipipi, mas claro que tem os seus problemas. A k. é muito inteligente, e quer fazer tudo sozinha. Ela fala holandês  grego e alguma coisa de inglês. Quando ela está com a mãe, não para de chorar e a Z. faz tudo o que ela quer (essa parte eu não concordo, mas ok, não me meto), mas conversando com outras au pairs, descobri que é meio normal as criancas ficarem assim quando estão com a mãe.
A J. é bem legal também (quando não está com a mãe), mas odeio quando voltamos da escola e ela corre pra lugares que eu não consigo ve-la, dai eu xingo e ela me bate, e eu bato nela (mentira, não bato nela).
A J. tem um amiguinho…hmmmm especial! Ela diz que é o melhor amigo dela, enfim….sempre arrumo ela bonitinha, arrumo cabelo e tal, já pensando se o menino vai gostar. rs Dai hoje cheguei e os dois estavam juntos, dai ela levantou e começou a tossir e saiu um catarro da boca dela, e ela foi cuspindo (nojento), e eu falando pra colocar a mão na boca e essas coisas…mas não adiantou, ela chamou o amiguinho pra ver a obra de arte dela no chão. rs Bom…melhor eu não tentar ensinar coisas sobre garotos pra ela……melhor! Paro por aqui! Rs
A A. tem quase um ano...um bebe ainda! come, dorme e caga! Ela quase não chora, está sempre sorrindo! AINDA BEM.

Bom…já perdi a vergonha de ir no banheiro, já descobri o que é sabonete, já faco compras sozinha, já ando de bike em todos os lugares (sem medo de me perder), ando achando fácil acordar de manha, fico feliz toda vez que olho pela janela, ainda não sinto saudades, quero um ipod urgente, to muito viciada em stroopwafels, tenho um estoque de comida no meu quarto (digo, chocolate), as comidas aqui em casa são todas prontas, as pessoas não limpam o coco dos cachorros (claro que já pisei), todas as pessoas que passam por mim de manha falam alguma coisa (eu realmente acho que é bom dia…e meu sorriso resolve tudo), todas as pessoas falam inglês  pessoas do mercado, farmácia…), to criando intimidade com a holanda e já estou olhando as coisas de um jeito diferente e bom, hoje esqueci de colocar sapato na A. e só percebi quando estávamos na creche, ainda não achei caras do meu estilo em Hoofddorp ( digo, caras estranhos), mas em Amsterdam tem e fico mais feliz, se bem que tem cada pai na creche… (parei), ando com meu dicionario de holandês na bolsa, todos os carros param pras pessoas passar…enfim! Cansei de lembrar coisas…rs
É isso!
:)

3 comentários:

  1. Oh Betinha que bom que esta se adptando,so faltava vc dizer que eu tirava a lingua quando batia de chinelo kkkkkkk.

    ResponderExcluir
  2. o que, tu quer um ipod??? capitalismo?? adoooro haeuhahuehue
    achei um lugar que vende kit kat aqui =D
    BEIJO

    ResponderExcluir
  3. eles escutam lily allen! QUE LINDO, manda eles cantarem not fair pra ti lembrar daquele feriado da praia :) hahah
    e por favor, pais não auhauha
    e sempre há de ter um judeu estranho e barbudo em algum lugar de hoofddorp(que nomezinho hein)
    que bom que ta tudo beeeeeem. e que só fique melhor, sempre!

    ResponderExcluir